.

ANÚNCIE SEU NEGÓCIO AQUI!

Dogueiros que nos visitaram na última semana

> CONDE OTTO VON BISMARCK e dois de seus Dogues:





No século XIX, época da união dos povos germânicos sob a égide prussiana e de grande fervor patriótico, o cão chamou a atenção de Otto Von Bismarck, que tinha grande admiração pelo Mastim e pelo Grand Danois, que vieram a dar origem ao Dogue Alemão ( Deutsch Doggen) como o conhecemos hoje. O grande estadista alemão contribuiu para o desenvolvimento e divulgação do Deutsche Dogge, (sendo fonte de anedotário, inclusive o incidente diplomático causado por um dos seus cães que atira ao chão o primeiro ministro russo Gortschakoff que gesticulou com demasiada insistência durante uma reunião com o chanceler). O Dogue foi apresentado pela primeira vez numa exposição em 1863, em Hamburgo na qual foram estabelecidos os primeiros padrões da raça, tendo durante os primeiros tempos existido uma controversa competição entre duas tendências que defendiam um animal mais robusto, dedicado às ancestrais caçadas de javalis e um cão mais elegante e próximo do animal que temos hoje. Nesta primeira exposição dois defensores mais acalorados das posições antagónicas chegaram a vias de facto tendo-se batido em duelo pelas suas convicções. Foram presentes na mesma exposição 8 ditos cães dinamarqueses e 7 ditos cães de Ulm. Situação efetuada devido às diferentes cores da pelagem características umas do norte e outras do Sul da germânia. Em exposições que se seguiram em 1869 e 1876 também em Hamburgo manteve-se esta distinção, bem como em Hannover em 1876. No seguimento da exposição de Hanover, um grupo de juizes decide-se a trabalhar para unificar o que mais não era do que a mesma raça e cuja paternidade se corria o risco de perder. Entende-se o fervor patriótico, depois da guerra contra a França, ganha por os prussianos e que esteve diretamente associada no apaziguar desta rivalidade contraproducente entre povos germânicos. Assim, em 1880, sob a égide de um obscuro Dr. Bodenius, um encontro em Berlim estabeleceu com criadores e juízes que a raça desenvolvida pelos alemães era diferente dos mais corpulentos mastins ingleses e seria conhecida a partir daí como Deutsche Dogge, ou cão alemão, como nós os conhecemos. Esta decisão não o foi sem polémica, até hoje os Italianos conhecem-no pelo nome de Alano ( alão ou mastim) enquanto que nos países anglo saxónicos mantem-se a designação Great Dane ou grande dinamarquês, A origem da designação Grand Danois em Portugal. O estalão da raça que seguimos hoje no seu essencial, tem a sua origem em 1891, tendo sido publicado pelo Deutsche Doggenclub, que em 1897 publica também o Deustch Doggen Albun com 538 entradas. Fonte: Casa dos Dogues de Naval.

ENQUETE QUAL A VARIEDADE DE DOGUE ALEMAO QUE VOCE MAIS GOSTA?

.

.

.

great-danes-of-the-world.info site, the worldwide portal about great dane

.

.

Dog Breeds in Americas

.

hit counters

.

IP

clique aqui para ir para o inicio